Categoria: psicologia

Mundo como rede de relações

Martin Heidegger

Vir ao mundo significa poder partilhar, com os outros, o seu modo de ser. Por isso o principal atributo do mundo é o fato de ele ser comum a nós, uma vez que este mundo a que nos referimos não é a natureza , mas uma rede de relações significativas.

Anúncios

Uma ética do cuidado

É nesse sentido que a fenomenologia existencial de Ser e tempo é também uma ética originária do cuidado de si e de cuidado do mundo.

É nessa condição que se ancoram as duas possibilidades de ser que mais profundamente penetram na raiz da facticidade, o existir autêntico como ser si-próprio e a existência inautêntica: o impessoal (“a gente”).

Emoções, estados de ânimo

Os estados de ânimo são aquela dimensão de ser que vai permitir às coisas terem alguma consistência. Explicar, por exemplo, que a água é composta por hidrogênio e oxigênio não é dar a ela nenhuma consistência, mas apenas se está explicitando a sua composição química. Portanto, os estados de ânimo não estão no reino das concepções e significados formais/lógico das coisas, do ser, de nós mesmos. Eles estão no reino do sentido. O sentido, que é aquilo atrás de que a Analítica do Sentido se põe ao encalço. (Critelli, D.)

Presença emocionada

Nosso entendimento é, sempre e de alguma forma, emocionado. A compreensão sempre transcorre num estado de ânimo. A presença do homem no mundo é sempre emocionada. Mesmo a indiferença, seria um modo como algo nos toca.

Estados de ânimo

Supervisão em Psicologia – Setembro

Está aberto o período de inscrições e registro de interesse de psicólogos e psicólogos recém formados para serem atendidos em supervisão clínica a partir de 23 de Setembro de 2019.

SUPERVISÃO EM PSICOLOGIA

A supervisão clinica é uma oportunidade para que o psicólogo possa enriquecer seu atendimento em psicoterapia através da troca de experiências com um profissional qualificado para tal. A supervisão tira o psicólogo do isolamento ampliando suas possibilidades e capacitações. Oferece maior segurança e aperfeiçoamento profissional, possibilitando maior ajuda a seus pacientes. A supervisão constitui-se da oportunidade de sanar dúvidas sobre as técnicas terapêuticas indicadas para cada caso e refletir sobre o vínculo terapêutico com seus pacientes.

A SUPERVISÃO É DESTINADA À:

– Psicólogos – Ajuda em momentos difíceis.

– Recém formados em psicologia – Iniciação ao trabalho de psicoterapeuta.

TRABALHOS REALIZADOS NA SUPERVISÃO:

Análise sobre os casos clínicos, indicação de leitura e aprofundamento metodológico sobre o fazer clínico.

Periodicidade: A combinar a partir do plano de trabalho.

Inscrições e registro de interesse por e-mail enviado para psicomarcosmarinho@gmail.com ou pelo whatsapp (15) 981575024.

psicomarcosmarinho@gmail.com

Abertas as inscrições s para Grupo de Estudo em Fenomenologia Existencial

Estão abertas as inscrições para o Grupo de Estudo em Fenomenologia Existencial em Sorocaba/SP.

O Grupo terá início em 13 de Agosto, as 18h30. Os encontros serão semanais, sempre às terças.

Interessados podem solicitar maiores informações (valores, metodologia, etc) pelo email psicomarcosmarinho@gmail.com ou pelo Whatsapp (15) 981585024.

Vagas limitadas. A realização é sujeita ao número mínimo de inscritos.

#psicomarcosmarinho

#fenomenologiaexistencial

#Daseinsanalyse

#psicoterapiafazbem

Supervisão Clínica em Psicologia. 2º Semestre 2019

Está aberto o período de inscrições e registro de interesse de psicólogos e psicólogos recém formados para serem atendidos em supervisão clínica a partir de Agosto.

SUPERVISÃO EM PSICOLOGIA

A supervisão clinica é uma oportunidade para que o psicólogo possa enriquecer seu atendimento em psicoterapia através da troca de experiências com um profissional qualificado para tal. A supervisão tira o psicólogo do isolamento ampliando suas possibilidades e capacitações. Oferece maior segurança e aperfeiçoamento profissional, possibilitando maior ajuda a seus pacientes. A supervisão constitui-se da oportunidade de sanar dúvidas sobre as técnicas terapêuticas indicadas para cada caso e refletir sobre o vínculo terapêutico com seus pacientes.

A SUPERVISÃO É DESTINADA À:

– Psicólogos – Ajuda em momentos difíceis.

– Recém formados em psicologia – Iniciação ao trabalho de psicoterapeuta.

TRABALHOS REALIZADOS NA SUPERVISÃO:

Análise sobre os casos clínicos, indicação de leitura e aprofundamento metodológico sobre o fazer clínico.

Periodicidade: encontros quinzenais ou semanais individuais ou em grupo.

Inscrições e registro de interesse por e-mail enviado para psicomarcosmarinho@gmail.com ou pelo whatsapp (15) 981575024.

psicomarcosmarinho@gmail.com

Formação de novos grupos de estudo – 2° Semestre – 2019.

Chamada 2º Semestre

Estamos iniciando a formação de novos grupos de estudo em psicologia de inspiração fenomenológica e existencial. Serão encontros quinzenais a partir do final de julho coordenados pelo professor Ms. Marcos Marinho. Interessados enviar e-mail com o assunto GRUPO DE ESTUDO para psicomarcosmarinho@gmail.com ou pelo whatssapp (15) 981575024. Vagas Limitadas.

O caminho do campo

Heidegger

“A consistência e o odor do carvalho começam a falar já perceptivelmente da lentidão e da consistência com que a arvore cresce. O próprio carvalho assegura que só este crescer pode fundar o que dura e frutifica. Crescer significa abrir-se a amplidão do céu, mas também deitar raízes na obscuridade da terra. Tudo que é verdadeiro e autentico só chega à maturidade se o homem for ao mesmo tempo, ambas as coisas: disponível ao apelo do mais alto céu e abrigado pela proteção da terra que tudo oculta e produz”.


Martim Heidegger em “O Caminho do Campo”

Percepções

Maurice Merleau-Ponty

“O vivido é vivido por mim, eu não ignoro os sentimentos que recalco e, neste sentido, não existe inconsciente. Mas posso viver mais coisas do que as que me represento, meu ser não se reduz àquilo que, de mim mesmo, expressamente me aparece. O que é apenas vivido é ambivalente: existem em mim sentimentos aos quais não dou seu nome e também felicidades falsas em que não estou por inteiro. Entre a ilusão e a percepção, a diferença é intrínseca, e a verdade da percepção só pode ser lida nela mesma.”
(Merleau-Ponty, p. 398)

Aprender a olhar…

Diego não conhecia o mar. O pai, Santiago Kovakloff, levou-o para que descobrisse o mar. Viajaram para o Sul. Ele, o mar, estava do outro lado das dunas altas, esperando. Quando o menino e o pai enfim alcançaram aquelas alturas de areia, depois de muito caminhar, o mar estava na frente de seus olhos. E foi tanta a imensidão do mar, e tanto seu fulgor, que o menino ficou mudo de beleza. E quando finalmente conseguiu falar, tremendo, gaguejando, pediu ao pai: – Pai, me ensina a olhar!

Eduardo Galeano em “O Livro dos Abraços”