Arquivo da categoria: emoções

Amor e dependência afetiva

Por Marcos Marinho Ao longo da vida vão se formando algumas convicções quando o assunto é amor, soa como verdade que são mais felizes e completas, as pessoas que estão numa relação amorosa ou que possuem uma “cara metade”, que … Continuar lendo

Publicado em Cuidado, Desenvolvimento Afetivo, emoções, psicologia, psicoterapia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

O mito do amor romântico

Matéria da jornalista Ana Freitas para o Portal NEXO O conceito de “amor ideal” foi criado pela cultura ocidental; mesmo assim, perseguimos o inatingível, nos frustramos e nos sentimos inadequados quando não o alcançamos.   Em 1997, o psicólogo social Arthur … Continuar lendo

Publicado em Desenvolvimento Afetivo, emoções, psicologia | Marcado com , , , , , | Deixe um comentário

Paisagens da alma

“Os sentimentos que mais doem, as emoções que mais pungem,são os que são absurdos – a ânsia de coisas impossíveis, precisamente porque são impossíveis, a saudade do que nunca houve, o desejo do que poderia ter sido, a mágoa de … Continuar lendo

Publicado em ajuda psicológica, emoções, psicoterapia, sofrimento psíquico, subjetividade | Deixe um comentário

O amor em Grande Sertão: Veredas

“Sempre que se começa a ter amor a alguém, no ramerrão, o amor pega e cresce é porque, de certo jeito, a gente quer que isso seja, e vai, na idéia, querendo e ajudando, mas quando é destino dado, maior … Continuar lendo

Publicado em emoções, poesia, psicologia | Marcado com , , , , , , | Deixe um comentário

Sombra do meio-dia. A depressão.

Dor ou alegria, sol ou nuvens, para a depressão tanto faz. Quando ela decide atacar, a única defesa é atacar antes, diz autor de best-seller Mônica Manir – O Estado de S. Paulo Quando Andrew Solomon escreveu O Demônio do … Continuar lendo

Publicado em ajuda psicológica, Cuidado, desenvolvimento humano, emoções, estresse, luto, modernismo, perdas, psicólogos, psicologia, psicoterapia, saúde mental, significados, sofrimento psíquico, Solicitude, stress, subjetividade | Marcado com , , | Deixe um comentário